fbpx

Empilhadeira a Gás ou Diesel: qual é a ideal para a minha indústria?

O objetivo principal de utilizar uma empilhadeira na indústria, é otimizar o trabalho e aumentar a produtividade. Assim, a escolha entre empilhadeira a gás ou a diesel precisa levar em consideração as suas necessidades, pois impacta diretamente no processo logístico e nos gastos ou economia da sua empresa. 

Essa escolha implica uma série de considerações, já que o mercado disponibiliza uma enorme variedade de modelos de empilhadeiras. Além das características específicas de cada máquina, é necessário considerar também a sua finalidade e as particularidades do ambiente em que ela irá atuar. 

Nesse sentido, o tipo de combustível utilizado para movimentar a máquina torna-se fator chave para a decisão, já que ele influencia no desempenho da empilhadeira, na saúde dos colaboradores e no orçamento da empresa. 

Neste artigo, vamos falar sobre as diferenças entre a empilhadeira a gás e a diesel, dois modelos a combustão oferecidos pelo mercado. Acompanhe as principais vantagens de cada uma e em quais situações elas são mais indicadas. 

O que devo considerar ao escolher entre empilhadeira a gás ou a diesel?

Veja alguns fatores importantes a serem levados em consideração antes de optar por uma empilhadeira a gás ou a diesel:

  • As características do ambiente (interno ou externo, fechado ou aberto, temperatura)
  • As particularidades da empilhadeira
  • O limite de capacidade de carga

Vantagens da empilhadeira a gás

Primeiramente, é importante ressaltar que os modelos de empilhadeira a gás geralmente possuem um alto potencial e ótima performance. Confira as principais vantagens desse tipo de equipamento:

  • Emite menos fumaça e gases poluentes
  • Agilidade na movimentação
  • Motor de alta potência
  • É silenciosa
  • Atua em terrenos levemente irregulares
  • Alta capacidade de carga

Mesmo com esses benefícios, é importante ressaltar que a empilhadeira a gás não é indicada para ambientes frios, já que o gás pode congelar e reduzir seu desempenho. 

A empresa também precisa manter uma rotina de organização em relação ao abastecimento. É necessário manter uma reserva de cilindro a gás de prontidão para que que você possa trocá-lo sem atrapalhar o ritmo de produção. Além disso, a substituição deve ser feita por um profissional capacitado para essa tarefa, seguindo os procedimentos de segurança no manuseio do cilindro.

Vantagens da empilhadeira a diesel

Recomenda-se o uso da empilhadeira a diesel para ambientes externos e terrenos irregulares. Ela possui todas as vantagens da empilhadeira a gás, com o adicional de que suporta terrenos muito irregulares, é resistente a condições climáticas adversas e seu abastecimento é rápido, simples e não interrompe a produção. Veja outros diferenciais da empilhadeira a diesel:

  • O excelente valor de compra
  • A autonomia
  • A estrutura reforçada
  • A fácil operação e mecânica simplificada
  • A mecânica simplificada de fácil manutenção
  • O menor custo operacional

A maior desvantagem da empilhadeira a diesel, é a alta emissão de fumaça e gases poluentes. Para prezar pela saúde dos colaboradores, esse fator impede que se utilize a empilhadeira a diesel em locais pouco arejados ou totalmente fechados.

Publicamos em nosso blog um modelo de orientação com planilha disponível para download destinada a quem precisa fazer uma comparação de custos dos combustíveis das empilhadeiras. Ela pode te ajudar a calcular esse impacto no seu orçamento: 

[BAIXAR PLANILHA]

Conheça a Linha MD da Movix

A linha de empilhadeiras industriais a diesel da Série MD da Movix é ideal para movimentar todo tipo de carga com alta eficiência, agilidade e segurança operacional, com motorização a diesel, é muito econômica e pode se adaptar a diversas funções quando combinada com acessórios opcionais.

[SÉRIE MD COMPLETA]

Então, esse foi o nosso artigo sobre empilhadeira a gás ou a diesel. Nossa equipe está à disposição para atendê-lo e tirar suas dúvidas para escolher a empilhadeira ideal para a sua indústria. Para entrar em contato conosco, basta acessar o link abaixo.

[VAMOS AGENDAR UM HORÁRIO?]

Por que utilizar uma empilhadeira off road na logística agrícola

Ao planejar a logística para otimizar a sua produção agrícola, é muito importante escolher com atenção as máquinas mais adequadas às suas necessidades. Fatores como o tipo de terreno e as condições de serviço devem ser considerados na escolha do tipo de equipamento utilizado. E é por isso que é importante considerar o uso de uma empilhadeira off road na logística agrícola.

Muito forte e robusta, a empilhadeira off road é a mais indicada para operar em terrenos irregulares e condições adversas, como nas atividades agrícolas.

Saiba como escolher a empilhadeira mais adequada

As empilhadeiras off road ou todo terreno são as mais apropriadas para serviços pesados e condições adversas, com movimentação constante em estradas de terra.

Elas apresentam um ótimo desempenho em terrenos irregulares, mesmo com a incidência de poeira constante e sem pavimentação. Afinal, a estrutura física desses equipamentos é mais resistente que a dos modelos industriais ou convencionais, comumente[edr2]  utilizados em centros logísticos, e suporta cargas de até 4 toneladas.

Por isso, essas empilhadeiras industriais são mais indicadas para trafegar em armazéns fechados e terrenos planos, que não ofereçam resistência à movimentação.

Além disso, alguns tipos de carga exigem soluções de movimentação especiais na agricultura, seja por conta da fragilidade dos produtos ou do espaço onde elas são manuseadas.

As empilhadeiras todo terreno podem ser implementadas com diferentes porta-garfos. Isso as torna capazes de movimentar cargas como feixes de madeiras, toras e cargas disformes.

Outro acessório muito útil são as garras hidráulicas para fardos de algodão. Extremamente práticas e cuidadosas, fazem o manuseio dos produtos sem gerar danos.

Veja os diferenciais da empilhadeira off road na logística agrícola

O uso de empilhadeira off road na logística agrícola permite a otimização de inúmeros serviços em terrenos irregulares, trazendo mais força e agilidade para a lavoura.

Essas máquinas também se destacam por sua capacidade para atingir níveis mais altos de elevação vertical, com excelente capacidade de carga e maior velocidade e estabilidade.

Esses equipamentos também servem para fazer a distribuição e transporte de materiais para estoques e locais de utilização. Desse modo, eles evitam que ocorram desperdícios, acidentes e danos comuns no transporte manual.

Além disso, as empilhadeiras tornam o acesso aos estoques mais fácil e rápido, favorecendo uma melhor utilização dos espaços verticais e uma maior economia de espaço.

empilhadeira off road

Conheça a linha de empilhadeiras todo terreno da Movix

Com fábrica própria, a Movix conta com uma linha completa de empilhadeiras off road robustas, econômicas e duráveis, muito adequadas para o agronegócio.

As empilhadeiras todo terreno da Série MX têm a melhor relação custo-benefício da categoria. Compactas, robustas e duráveis, elas encaram todo tipo de terreno com agilidade e eficiência.

Movidas a diesel, essas máquinas suportam cargas de até 3.500kg e apresentam uma boa distância do chassi até o chão, capaz de vencer os obstáculos.

A estrutura e o raio de giro reduzidos possibilitam a realização de manobras em espaços pequenos. Além disso, essas máquinas oferecem alto nível de conforto, ergonomia e segurança aos operadores.

De fácil operação e mecânica simplificada, a Série MX também traz equipamentos hidráulicos e mecânicos capazes de resistir a qualquer adversidade.

A empilhadeira apresenta ainda baixo consumo de combustível, maior velocidade e capacidade de inclinação e pneus de banda larga com máxima tração.

Características:

  • Transmissão hidráulica: 1 velocidade para frente e 1 ré;
  • Mais velocidade e capacidade de inclinação;
  • Tração 4×2;
  • Sistema de iluminação dianteira e traseira;
  • Projeto ergonômico, com mais conforto e facilidade de operação.

Tenha mais potência com a MaxxiCargo. A empilhadeira off road indicada à logística agrícola

Desenvolvida para suportar o trabalho pesado nos terrenos mais difíceis, a empilhadeira MaxxiCargo combina alta tecnologia com excelente desempenho e dirigibilidade. Com estrutura reforçada, ela oferece mais segurança nas operações, maior vida útil e menor necessidade de manutenções.

Muito robusta, ela é construída sobre chassi monobloco e tem capacidade de 4 toneladas e ampla altura do solo. Movida a diesel e com torre duplo estágio, ela é capaz de  elevar cargas a 4 metros ou mais. Dependendo da necessidade, a torre pode ser triplex, podendo chegar a uma elevação de até 6 metros.

Com transmissão automática e desempenho muito eficaz, a MaxxiCargo oferece excelente dirigibilidade e todo o conforto para o seu operador. O design moderno proporciona total segurança e durabilidade, com capacidade de visualização da carga em todas as posições, ergonomia por meio dos ajustes da coluna de direção e assento.

Todo o seu sistema elétrico é protegido por conectores com sistema anti desengate, que possibilita o uso dessa máquina em ambientes com poeira, barro e umidade.

A empilhadeira conta ainda com funcionalidades exclusivas, como o Deslocador Lateral Integrado, que permite o movimento completo da torre na movimentação lateral de cargas.

empilhadeira off road

Características:

  • Múltiplas aplicações;
  • Para todo tipo de terreno;
  • Ágil e fácil de operar;
  • Raio de giro reduzido;
  • Força, durabilidade e segurança;
  • Grande estabilidade;
  • Iluminação em Led.

Como vimos, o uso da empilhadeira off-road na logística agrícola contribui para aumentar a produtividade, reduzir custos e aumentar a produtividade.

Você gostou desse artigo? Entendeu as vantagens da empilhadeira off-road? Quer saber mais sobre os diferenciais dessas máquinas? Veja aqui.

Como otimizar os processos logísticos de recepção de mercadorias

As mercadorias percorrem um longo caminho desde a produção até chegar ao seu destino final. Nesse processo, diversos são os riscos de algo dar errado, como equívocos de planejamento, acidentes e roubos. Por isso, atentar para a eficiência dos processos logísticos de recepção de mercadorias é muito importante.

Você sabe como otimizar os processos logísticos? Como tornar a recepção de mercadorias mais eficiente? Neste artigo, você vai encontrar dicas úteis para otimizar a logística e alavancar a sua produção. Confira!

Saiba como fazer uma recepção de mercadorias eficiente

Na indústria,  os produtos são recebidos diariamente para alimentar o processo de produção. O início do processo de produção se dá justamente com o recebimento das mercadorias. Por isso, capacitar a equipe para a recepção de mercadorias é um dos principais requisitos para ampliar a produtividade no setor e enxugar custos.

O processo de entrada de mercadorias está diretamente ligado ao departamento de compras, responsável por gerar os pedidos. Para fazer a conferência, a equipe responsável por esse setor deve ter acesso às notas de compras. Desse modo, é possível conferir o que foi pedido e o que está sendo entregue. Em seguida, as informações devem ser repassadas para aqueles que trabalham no estoque.

A conferência minuciosa de cada item é muito importante. O profissional deve realizar a checagem atentamente, averiguando o que foi pedido, o que consta nas notas e o produto contido nas cargas. Também devem ser verificadas as quantidades, os tipos e a qualidade das mercadorias.

Veja como facilitar o acesso aos estoques

Para ter mais agilidade e facilidade de acesso no armazenamento dos produtos, os estoques precisam estar sempre muito bem organizados. Para isso, uma metodologia eficiente deve ser aplicada ao controle de entradas e saídas de mercadorias.

Além disso, é fundamental que os produtos sejam acessíveis e de fácil localização a qualquer momento. Portanto, é recomendável a utilização de um bom sistema, capaz de apontar as quantidades de estoque e os locais de armazenamento. Portanto, a automação dos processos logísticos é vital para uma armazenagem mais eficiente.

otimizar os processos logísticos

Saiba como planejar os seus processos logísticos

O planejamento dos processos pode auxiliar muito no recebimento das mercadorias. Para torná-los mais eficientes, é importante definir etapas para que o trabalho seja realizado sem erros na conferência dos produtos.

Geralmente, a logística envolve as seguintes fases:

  • entrega;
  • identificação da mercadoria;
  • conferência das notas;
  • análise de possíveis avarias;
  • separação dos produtos para os respectivos setores;
  • cadastro no sistema de gestão de estoque.

No planejamento da logística industrial, também são necessárias as previsões de produção e a antecipação na separação da matéria-prima para alimentar o ambiente fabril.

Para proteger a atividade das vulnerabilidades do sistema, diversas medidas devem ser tomadas, como o investimento em alta tecnologia e a capacitação de profissionais.

Um bom gerenciamento do fluxo físico e de informação permite agregar valor na cadeia de suprimentos e gerar oportunidades de economias para a operação. O uso de softwares de gestão integrada (ERP) possibilita maior controle dos dados e aumento da automação e eficiência.

otimizar os processos logísticos

Veja a importância das empilhadeiras para a logística

A operação com empilhadeiras otimiza a utilização da mão de obra e reduz a relação dos custos homem/hora. Desse modo, o uso dessas máquinas economiza tempo nas etapas de carregamento e descarregamento de mercadorias.

Além disso, o uso de empilhadeiras na armazenagem possibilita o acesso rápido e direto aos estoques, garantindo maior velocidade na movimentação. Por consequência, o uso dessas máquinas também favorece a racionalização dos espaços de estocagem. Como resultado, temos uma redução dos danos em produtos e uma melhor utilização dos espaços verticais.

Como vimos, atentar para os processos logísticos de recepção de mercadorias é fundamental para o aumento da eficiência. Seguindo essas dicas, você certamente será capaz de otimizar os seus processos, aumentar a segurança e alavancar a sua produção.

Você gostou desse artigo? Entendeu como otimizar os processos logísticos na recepção de mercadorias? Quer saber mais sobre como aumentar a eficiência logística na indústria? Veja aqui!

Gestão de armazenagem e distribuição logística: como ter mais eficiência?

É fundamental pensar estrategicamente na hora de estocar os produtos e no momento de enviá-los aos seus destinos finais – ou seja, na gestão de armazenagem e distribuição logística.

Aumentar a produtividade de uma maneira que seja saudável para todos (empresa e colaboradores) e conseguir maior geração de lucros costumam estar entre os principais objetivos de qualquer empreendimento. Mas como fazer isso? Dentre as alternativas, está o investimento na maximização dos resultados, que deve acontecer nas mais variadas áreas do negócio, para torná-las o mais eficaz possível — inclusive, no que se refere à parte de estoque e envio de produtos.

Pensando na gestão de armazenagem e distribuição logística, pontuamos abaixo algumas dicas para otimizar o setor e potencializar os ganhos da sua indústria. Confira:

1 – Planejamento do espaço disponível para armazenar

É fundamental organizar o espaço de armazenamento dos produtos de forma estratégica e flexível, ou seja, que favoreça o fluxo de entrada e saída das mercadorias, além do acesso a elas.

Apostar em estruturas verticais é uma boa opção para otimizar o ambiente disponível e para dispor os itens de uma forma que ganhem em visibilidade. Outra boa prática é acomodar os produtos conforme as características, relevância e rotatividade.

Tudo isso contribui no momento da localização das mercadorias e da separação dos pedidos. Organizar estrategicamente o espaço disponível para estocar minimiza os extravios de produtos e até as perdas ocasionadas pelo vencimento da data de validade dos itens.

2 – Controle do número de produtos no estoque

Esta é uma regra básica na gestão de armazenagem: é fundamental que a empresa saiba a real situação de seu estoque. O que está em falta? existe alguma mercadoria em quantidade elevada?

Para não correr o risco de produzir ou encomendar itens desnecessários, o negócio também precisa estar constantemente atualizado sobre quais são os produtos que mais estão saindo no momento e quais estão parados.

3 – Planejamento estratégico das entregas

Para otimizar a distribuição logística, a entrega das mercadorias também pode ser planejada de maneira estratégica — desde a rota (itinerário mais rápido e prático) até os meios de transportes que serão utilizados neste processo. Tudo de acordo com o que for mais rentável para a empresa e, claro, satisfatório para o cliente.

4 – Controle do desempenho na armazenagem e distribuição

É através da análise de desempenho que a empresa se torna capaz de implementar as melhorias realmente necessárias para o negócio. E na gestão de armazenagem e distribuição não é diferente — é crucial acompanhar de perto os indicadores de desempenho para saber o que, de fato, está dando certo e deve ser mantido; o que pode ser aprimorado e; quais são os obstáculos a serem superados para isso.

5 – Uso da tecnologia

A tecnologia está cada vez mais presente nas etapas, processos e no dia a dia em geral das indústrias. Atualmente, existem sistemas inteligentes capazes de auxiliar as companhias nos mais diversos aspectos, inclusive em todos esses citados acima.

Aplicativos e plataformas específicas podem auxiliar nessa tarefa. Por isso, aposte na inovação e no uso da tecnologia na gestão de logística.

Gestão de armazenagem e distribuição logística

6 – Escolha cuidadosa das parcerias

Parcerias eficientes e confiáveis são parte significativa na evolução de cada setor de um empreendimento, bem como, do negócio como um todo.

Os colaboradores, por exemplo, precisam atender satisfatoriamente às necessidades da empresa. Principalmente em termos de reunir as habilidades para exercer com excelência as funções que lhes foram atribuídas. Já os fornecedores precisam cumprir as metas e prazos combinados e, obviamente, sempre devem oferecer material de qualidade.

Portanto, é crucial que os gestores da indústria tenham em mente que não é perda de tempo realizar profundas pesquisas antes de firmar tais parcerias e estreitar as relações com elas.

7 – Promoção de capacitações e atualizações

No entanto, vale esclarecer que, para manter o desempenho dos colaboradores de uma empresa no mais alto nível, é importante que estes sejam periodicamente capacitados e atualizados a respeito das suas áreas de operação. E essa também é uma missão da companhia que os emprega.

Lembre-se ainda da importância de contar com os equipamentos certos para uma otimização da gestão de armazenagem e distribuição logística. Nesse setor, em especial, maquinários como empilhadeiras industriais — elétricas ou a combustão — costumam ser muito úteis para a eficiência do processo de entrada, estocagem e saída dos produtos da empresa.

Você gostou dessas dicas e quer saber mais sobre o segmento industrial? Então não deixe de acompanhar o blog da Movix!

Construção civil: saiba como otimizar a logística

Na construção civil é fundamental a aplicação da logística para aumentar a produtividade e otimizar as rotinas nos canteiros de obras. O espaço do canteiro deve ser aproveitado ao máximo, a fim de que a produção funcione sem interrupções e os riscos de problemas sejam minimizados.

O planejamento da logística deve iniciar antes da produção. Devem ser levados em conta todos os recursos envolvidos, sejam eles humanos, de maquinário ou insumos.

Saiba como funciona a logística na construção civil

A logística pode ser entendida como o processo de planejar, implementar e controlar, de modo eficiente e econômico, o fluxo de suprimentos e produtos, a armazenagem e o fluxo de informações em todo o sistema, desde a origem até o destino final.

estoque-materiais-de-construcao-movix-

A logística de suprimentos permite adquirir materiais de melhor qualidade, diminuir o tempo de entrega e disponibilizar o que for necessário no canteiro de obra. Ela assegura que os insumos cheguem em bom tempo, para que o plano de obras possa ser executado.

Já a logística do canteiro de obras valoriza o aumento de produtividade e a redução de perdas materiais. Ela envolve o planejamento dos locais de recebimento, armazenamento e vias de transporte. E abrange também as relações com os fornecedores, com o propósito de reduzir custos e organizar a agenda de entregas.

Por fim, a logística integrada permite melhoria no gerenciamento do armazém, a partir da eficiência na entrega, estocagem, recebimento, baixa, devoluções, entre outros fatores. Ela envolve todas as etapas do processo (construção, administração, vendas, entre outras) e a busca pela melhoria da eficiência no uso dos recursos de produção. Possibilita, assim, a redução dos custos totais de produção e a entrega de produtos com valor agregado superior ao cliente final.

Veja como fazer o planejamento logístico

O planejamento deve simular as condições da obra em seus mínimos detalhes. Quanto mais detalhado for o projeto e maior for o esforço despendido no estudo dos seus documentos e na pesquisa do local das obras, maior será o detalhamento e a precisão na simulação da execução da obra.

Devem ser identificados os pontos notáveis do projeto e visualizadas possíveis dificuldades de acesso, alternativas de mudanças de localização do corpo da obra, as interferências com redes públicas, áreas de preservação ambiental ou edificações particulares.

No planejamento, muitos fatores devem ser observados:

  • os projetos de diferentes áreas devem ser compatibilizados;
  • as previsões de prazos devem ser bem definidas;
  • as atividades devem ser programadas para serem realizadas de modo contínuo e sem interferências;
  • os índices de produtividade tanto dos serviços quanto dos executores devem ser dimensionados;
  • a escolha das técnicas corretas a serem aplicadas;
  • a relação com os fornecedores, a fim de trabalhar em estratégias conjuntas;
  • os sistemas e tecnologias de informação utilizados para agilizar os trabalhos e tornar mais eficiente o fluxo de informações.

Conheça os benefícios das empilhadeiras para a construção civil

A fim de que a operação logística no canteiro de obra funcione de modo eficiente, é necessário contar com equipamentos adequados, que proporcionem a otimização dos processos.

A utilização da empilhadeira no setor da construção civil tem crescido muito nos últimos tempos, devido em parte à utilização de pallets como base para o transporte de materiais.

As empilhadeiras são os equipamentos perfeitos para empilhar cargas, mas também servem para fazer a distribuição e transporte de materiais com mais rapidez no canteiro de obras. Elas podem ser utilizadas na movimentação de armaduras, tijolos, cimento, peças, suprimentos, entre outros materiais.

A empilhadeira agiliza os procedimentos de carga e descarga de materiais. Além de também, melhorar o transporte dos mesmos para estoques e locais de utilização. Como resultado, elas diminuiem os problemas com desperdícios, acidentes e danos verificados no transporte manual.

Mas o uso de empilhadeiras deve ser considerado desde o momento de planejamento do canteiro de obras, uma vez que esse equipamento precisa de vias de circulação no canteiro durante o decorrer da obra.

Saiba quais são as empilhadeiras mais adequadas 

Empilhadeira MX25 Amarela Movix

Empilhadeiras Série SUPERCARGO  

As empilhadeiras todo terreno (off road) têm um papel muito importante na construção civil, setor em que as atividades estão sujeitas a terrenos irregulares e intempéries climáticas, por conseqüência exigindo das máquinas um melhor desempenho e proteção para a sua realização.

Projetada para suportar trabalhos pesados, a empilhadeira off road carrega até 4 toneladas de peso, além disso sua estrutura foi dimensionada para suportar os mais diversos terrenos irregulares. Ela oferece também a vantagem de conseguir se deslocar em locais de solo irregular, mesmo com a incidência de chuva, excesso de poeira e outras condições adversas.

A distância do chassi até o chão é adequada para vencer os obstáculos em qualquer tipo de terreno, o que a torna um equipamento de ótimo desempenho em locais de solo irregular.

Com tecnologia avançada, essas máquinas são construídas sobre chassi monobloco e têm transmissão automática (tipo conversor de torque). Além disso, são movidas a diesel e com torres de duplo ou triplo estágio, as elevações variam de 3,30 a 6,00 metros.

Empilhadeiras Série MAXXICARGO

Modelos como a Movix MaxxiCargo se destacam pela robustez e desempenho e oferecem mais segurança nas operações, maior vida útil e menor necessidade de manutenções.

A empilhadeira conta com funcionalidades exclusivas, como o Deslocador Lateral Integrado, que permite o movimento completo da torre na movimentação lateral de cargas.

Empilhadeiras Série MX

Já o modelo MX25 tem estrutura e raio de giro reduzidos para a realização de manobras em espaços pequenos, bem como oferece alto nível de conforto, ergonomia e segurança aos operadores.

A empilhadeira apresenta não apenas baixo consumo de combustível, maior velocidade e capacidade de inclinação, como também pneus de banda larga com máxima tração.

Mas quando a demanda é o máximo de força, as empilhadeiras da série MAXXICARGO são a melhor opção, pois oferecem alto padrão de durabilidade, resistência e desempenho em terrenos irregulares.

Como vimos, a aplicação correta da logística na construção civil é fundamental para garantir a eficiência, agilidade, economia e assegurar a boa execução das obras.