fbpx

BLOGMOVIX

As últimas notícias para você

crescimento industria madeireira - movix

Perspectivas do setor madeireiro no 2º semestre de 2018

O segmento madeireiro voltou a garantir o aumento da produtividade, que ainda é reconhecido como um dos mais relevantes de toda a economia mundial.

Ainda que os últimos anos tenham apresentado pequenas oscilações, o segundo semestre de 2018 tende a repetir os resultados recentes que tanto agradaram aos madeireiros no último ano.

Entenda os fatores internos e externos que elevam as chances de crescimento e aumento da produtividade nos próximos meses e quais as perspectivas de negócios para o setor.

Entenda a influência externa para o aumento da produtividade no setor

Acompanhando a tendência dos anos anteriores, o segmento madeireiro preservará o seu relevante direcionamento para as exportações, principalmente em decorrência dos novos mercados em potencial, que estão se tornando cada vez mais abundantes.

Por dispor de 69% das florestas certificadas, a madeira produzida no Brasil possui um papel extremamente competitivo no mercado externo e conta com previsões otimistas de aumento da produtividade nesse cenário.

indústria madeireira brasil - movix

Os Estados Unidos, que atualmente já é nosso maior parceiro comercial, passou a adotar uma política de reavaliação geral em seus acordos comerciais internacionais, promovida pelo governo de Donald Trump.

Uma das ações mais significativas é em relação ao Canadá, que passará a sofrer com uma taxação maior dos norte-americanos.

Caso esse grande impasse comercial concretize a diminuição da participação canadense, o aumento da produtividade brasileira e das exportações ao mercado estadunidense será significativamente maior.

As estratégias internacionais também precisam levar em consideração a relevância do mercado chinês, que possui um papel altamente competitivo e precisa ser superado na ampliação de vendas para outras nações.

Outro ponto importante é que a China também está sob a mira das taxações dos Estados Unidos, o que pode representar ainda mais possibilidades no mercado americano ou maior concorrência em determinados países!

Saiba quais são as novas perspectivas de vendas de madeira no Brasil

Em relação ao cenário nacional, o crescimento esperado para a economia é de 2 a 2,5%. Além desse fator, a elevação de empregos na fabricação de móveis e na construção civil também impulsiona a produtividade das madeireiras e do consumo de madeira.

O grande impacto sentido nas crises econômicas de 2015 e 2016 ficou no passado já em 2017, quando a tendência geral foi de recuperação. Em 2018, porém, o cenário é ainda mais otimista e o segmento deve se consolidar no segundo semestre.

Além do já citado aumento da produção direcionada aos Estados Unidos, grande parte desse trunfo se dá aos ajustes das políticas internas, que flexibilizou os processos de legalização e autorização para abraçar novas oportunidades de consumo.

indústria madeireira brasil - movix

Ainda nesse sentido, os novos investimentos estão justamente na adoção de padrões cada vez mais modernos de controle, qualidade, movimentação das cargas, certificação e melhorias, que visam tornar os produtos atraentes para mercados ainda maiores.

Mais que investir de forma significativa em novas tecnologias, equipamentos e maquinários para o aumento da produtividade, o setor madeireiro ainda precisará levar em conta o grande déficit do segmento habitacional brasileiro!

Para prosperar no segundo semestre, os avanços tecnológicos devem aliar às novas demandas dos consumidores para promover construções ágeis e baratas, a fim de cobrir a atual carência de investimentos em moradias.

Conheça o destaque da madeira na construção civil

Um fenômeno que merece menção especial é a nova crescente que os negócios relacionados à economia doméstica vêm atravessando.

Esse fator, por si só, já seria o bastante para provocar otimismo em relação ao consumo de madeiras no mercado interno, mas outro dado importante ainda contribui para esse cenário: a presença cada vez maior da madeira na construção civil!

Além de oferecer melhor custo-benefício e praticidade de execução em diversos tipos de obras, parte desse movimento também se dá pelo foco crescente que as pessoas encontram na sustentabilidade.

Ao contrário do que muitos imaginam, a produção madeireira é pouco nociva ao ambiente, pois são produtos sujeitos às leis de reflorestamento. Já o cimento e o aço, por exemplo, são extremamente agressivos para a natureza e, justamente por isso, estão perdendo espaço para a madeira em diversas finalidades.

Saiba ainda mais sobre o assunto


Gostou de ficar por dentro das perspectivas do setor madeireiro para o segundo semestre desse ano? Quer ficar por dentro de ainda mais informações como essas?

Então continue acompanhando o blog da Movix para saber tudo sobre movimentação de cargas, aumento da produtividade e muitos outros assuntos!

COMPARTILHE