fbpx

BLOGMOVIX

As últimas notícias para você

Normas de segurança em madeireiras - Movix

Normas de segurança em madeireiras

As madeireiras e serrarias são atividades de alto risco, devido ao constante uso de máquinas e serras, à necessidade de movimentos repetitivos, com levantamento excessivo de peso, além do risco de incêndio. Embora esses riscos sejam inerentes à indústria em geral, pelo setor fazer uso de equipamentos que oferecem perigo mais elevado, medidas extras são necessárias para aumentar a segurança em madeireiras.

Segurança em madeireiras. Entenda os riscos envolvidos nessa atividade

Condições de trabalho não apropriadas, partes móveis das máquinas desprotegidas, estado precário de fiação elétrica e falta de dispositivos de segurança são alguns dos fatores que podem colocar em risco a integridade e segurança das madeireiras e serrarias.

Uma das áreas que oferecem maior risco aos trabalhadores é o setor de cozimento das toras, que apresenta uma condição insegura devido à altura do empilhamento dessa matéria-prima. Tendo em vista que o suporte que apoia as toras é baixo em relação as pilhas, pode ocorrer o deslocamento delas e, consequentemente, ocasionar acidentes de trabalho.

Devido a esse risco, sugere-se a aquisição de suportes para contenção das toras. Com a utilização desse suporte, à medida que o nível de altura das pilhas de toras for baixando, pode-se destacar as peças, facilitando o manuseio e diminuindo o risco de acidentes.

inovação na indústria madeireira

Os equipamentos que oferecem maior perigo para o trabalhador são o torno, que pode projetar partículas, choque elétrico, ruído excessivo e ferimentos nas mãos e olhos, e a guilhotina, que pode ocasionar cortes, prensamento, amputações, escoriações, choque elétrico e contusões.

Para solucionar tais riscos, toda indústria madeireira, principalmente as serrarias, deve ter planos de ação para manter total conformidade das suas atividades, máquinas e equipamentos com as normas da NR-12.

Conheça os requisitos de segurança da NR-12

As NR-12 do Ministério do Trabalho, que define os requisitos e procedimentos relativos à segurança e saúde no trabalho em máquinas e equipamentos, exige informações completas sobre todo o ciclo de vida de máquinas e equipamentos, como transporte, instalação, utilização, manutenção e sua eliminação ao final da sua vida útil.

Entre as medidas de proteção coletiva estabelecidas, está a implantação de proteções físicas fixas nas áreas de risco, como o enclausuramento de sistemas de transmissão por correias e polias e a exigência de um circuito de parada de emergência.

O treinamento periódico de funcionários para prevenir os riscos da atividade é obrigatório. A empresa deve adotar também uma política de manutenção preventiva de seus equipamentos, diminuindo assim a probabilidade de falhas técnicas.

Entre as ações de segurança mais importantes, destacam-se a proteção das partes móveis dos equipamentos; demarcação das áreas de perigo; adoção de dispositivos de segurança para acionamento de alarme e paradas de emergência; limpeza do piso; capacitação dos operadores.

Recomenda-se também a elaboração de um mapa de risco para orientar as pessoas sobre as condições de segurança no ambiente de trabalho.

Por estar sujeita à fiscalização do Ministério do Trabalho e dos órgãos ambientais, a madeireira precisa ter o documento de análise de risco de suas máquinas e equipamentos, apontando os riscos e soluções de segurança inerentes a cada máquina.

Atente para o uso dos equipamentos de proteção

Devido ao alto número de acidentes de trabalho no setor, os Equipamentos de Proteção Individuais (EPI) se tornam extremamente importantes para garantir a integridade física dos trabalhadores em serrarias. Segundo a NR-6, é obrigação do empregador adquirir os EPIs adequados ao risco da atividade e fornecê-los aos empregados. Esses, por sua vez, têm a obrigação de cumprir as determinações sobre o uso correto dos equipamentos.

acidentes na construção civil

Os equipamentos incluem máscaras que evitam a inalação de poeira e partículas de serragem; viseira facial transparente para proteção dos olhos; luvas para proteger as mãos de possíveis cortes; óculos transparentes para proteger os olhos contra poeira, serragem e partículas no ar; protetor auricular; avental produzido com material resistente a solventes orgânicos e possíveis cortes; e botas impermeáveis, de preferência de cano alto.

Veja os cuidados envolvidos na movimentação

Para tornar o fluxo das madeiras mais eficiente, evitando movimentações desnecessárias e desperdícios, as madeireiras devem pensar a movimentação de materiais não apenas no pátio, mas em todos os seus processos, incluindo o monitoramento, a proteção, armazenamento e distribuição de cada item.

O gestor deve elaborar um plano de movimentação detalhado, capaz de guiar toda a equipe em prol de um movimento contínuo de correções e melhorias.

Esse tipo de cuidado garante a adoção de rotinas de inspeção e manutenção, em que cada item é detalhadamente descrito nos registros e eventuais problemas podem ser resolvidos sem perdas nas operações.

Como vimos, o trabalho em madeireiras e serrarias exige medidas extras de segurança, de acordo com os requisitos da NR-12, como o uso de equipamentos de proteção e cuidados com a movimentação de materiais.

E você, quais cuidados adota para garantir a segurança em sua atividade? Tem alguma sugestão para aumentar a segurança nas madeireiras? Deixe o seu comentário aqui!

COMPARTILHE