fbpx

BLOGMOVIX

As últimas notícias para você

reduzir o tempo de parada na indústria

Como reduzir o tempo de parada na indústria

O dimensionamento adequado de recursos logísticos como máquinas e mão de obra utilizados na indústria impacta diretamente o resultado dos processos. A utilização de ferramentas de gestão pode proporcionar ganhos substanciais para as empresas.

Uma boa gestão do tempo disponível pode reduzir as perdas programadas – que envolvem paradas para manutenção e intervalos para descanso dos operadores –, aumentar substancialmente a produtividade e reduzir custos.

Saiba como calcular e reduzir o tempo de parada

Para reduzir o tempo de parada de um equipamento, é preciso verificar os motivos dessas paradas e o tempo que as máquinas ficaram sem produzir. O gráfico de Pareto das paradas é uma das principais ferramentas utilizadas para fazer esse cálculo.

O Pareto das paradas é elaborado com base nas informações de paradas de produção do equipamento, que normalmente traz os seguintes dados: horário de início, duração e motivo da parada. Normalmente essas informações são fornecidas pelo operador do equipamento.

As paradas geralmente ocorrem principalmente por problemas técnicos do equipamento, reabastecimento das máquinas, falta de mão de obra, entre outros motivos.

Para conseguir bons resultados, deve-se cuidar da motivação e capacitação dos colaboradores, investir nos equipamentos e ferramentas utilizadas e elaborar uma lista de motivos de parada de produção que seja completa, concisa e clara.

Conheça um estudo de caso

Um estudo de caso realizado por estudantes do Instituto Federal de Suzano analisou a produtividade dos operadores de empilhadeira elétrica, visando a obter um melhor dimensionamento da mão de obra empregada com o objetivo de atender à demanda, otimizar o tempo de trabalho e reduzir custos.

acidente com empilhadeira a gás

O estudo mostra que a utilização de três operadores de empilhadeiras é o número ideal para atender à demanda média por turno de trabalho, uma vez que uma redução do quadro para dois operadores não atenderia à necessidade média de separação de 1.440 pedidos por mês, e a utilização de quatro operadores teria resultados menos eficientes.

Uma empresa que trabalha com quatro operadores em suas atividades de separação de pedidos apresentou taxas de utilização e eficiência de 20% e 69%, respectivamente.

Ao passar a manter três operadores nessas atividades, foi possível obter uma melhora nos dois índices, alcançando 27% de utilização e 92% de eficiência. Nos períodos de pico de demanda, haveria a possibilidade de utilização de horas-extras.

Ainda segundo o estudo, o total de horas úteis (diferença entre o total de horas mensais e paradas programadas) por operador é de 62,07 horas por mês. E o total de pedidos separados por cada operador em uma hora é de 6,67 pedidos, uma vez que cada pedido leva, em média, 9 minutos para ser separado. A jornada total semanal de trabalho dos operadores era de 44 horas, sendo composta de 36 horas de segunda a quinta-feira e mais 8 horas de sexta-feira, cujo expediente é reduzido em uma hora.

Veja como evitar paradas para manutenção

Alguns cuidados diários podem prolongar a vida útil das empilhadeiras. Antes de cada turno, o operador deve verificar se há vazamentos de combustível, óleo de motor ou água do radiador. As condições dos garfos, protetor de carga e do operador, mangueiras hidráulicas, correias de elevação e ancoragem também devem ser examinados.

Além disso, é importante conferir ainda o estado e a pressão dos pneus, o nível do óleo, o líquido do radiador e fluido de freio, bem como o estado do filtro de ar e de combustível.

Antes de cada operação, também é aconselhável fazer alguns testes, como de direção, freios, sinais sonoros, iluminação, aceleração do motor e de funcionamento de elevação e inclinação da torre.

Caso seja encontrada alguma anormalidade, é preciso chamar a equipe de manutenção para realizar o reparo. As manutenções devem ser feitas por profissionais especializados e seguir as recomendações do fabricante da empilhadeira.

Seguindo essas recomendações, será possível reduzir o tempo de parada, aumentar a produtividade e reduzir custos.

Conheça as empilhadeiras Movix

empilhadeira industrial mg25

A Movix conta com uma linha completa de empilhadeiras off-road e industriais robustas, econômicas e versáteis. Muito robustas, econômicas e versáteis, as empilhadeiras da série MG são capazes de movimentar todo tipo de atividade industrial. Com fábrica própria, a empresa possui uma equipe de desenvolvimento especializada pronta para encontrar o equipamento ideal para cada cliente.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp